Autora do clássico da literatura nacional Úrsula, Maria Firmina dos Reis também escreveu contos, poemas, crônicas, logogrifos, enigmas, valsas entre outras composições musicais; além de ser a primeira folclorista brasileira.

Desbravadora, consciência rebelde em conflito pela busca de liberdade e igualdade, Maria Firmina dos Reis, primeira poeta maranhense e primeira romancista brasileira, trouxe para o primeiro plano, para o centro de sua produção literária, o negro escravizado. É a porta-voz de um povo brutalmente silenciado.

Publicado originalmente em 1859, Úrsula é o primeiro romance brasileiro antiescravagista e o primeiro escrito por uma mulher. Úrsula não é apenas o primeiro romance abolicionista da literatura nacional, é também o primeiro da Literaturs afro-brasileira, entendido como produção de autoria afrodescendente. A obra tematiza a africanidade a partir de uma perspectiva interna e comprometida politicamente em recuperar e narrar à condição dos homens e mulheres traficados da África para o Brasil.

Ainda no campo da prosa, escreveu o romance histórico-indianista Gupeva e o conto A escrava, escrito  publicado um ano antes da Abolição da Escravatura; marco profético na luta pela Liberdade e Igualdade. No campo da poesia, produziu Cantos à beira-mar, escrito na juventude, além de outros poemas esparsos, e que ainda não haviam sido publicados em volume autônomo.

Esta edição de Memorial de Maria Firmina dos Reis, Comemorativa do Centenário de Falecimento da escritora (1917-2017), foi organizada, anotada, acrescida com o Álbum Íntimo, autorretrato e obra testamentária, escrita por uma mulher inconformada com a posição imposta pela sociedade patriarcal de seu tempo. A presente edição vem acompanhada de fotografias raras e apresenta documentos inéditos, traçando a excepcional história de uma mulher e sua contribuição para a formação da sociedade brasileira contemporânea, levando-nos à descoberta do que existe de africano em nosso país.

 

  • Editora: Uirapuru
  • ISBN: 978-85-60404-759
  • Números de página: 462
  • Número de edição: 1
  • Ano de edição: 2019
  • Idioma: Português
  • Altura: 24 cm
  • Largura: 17 cm
  • Acabamento: Brochura
Memorial de Maria Firmina dos Reis - Livro 2
R$74,50
Memorial de Maria Firmina dos Reis - Livro 2 R$74,50

Meios de envio

Autora do clássico da literatura nacional Úrsula, Maria Firmina dos Reis também escreveu contos, poemas, crônicas, logogrifos, enigmas, valsas entre outras composições musicais; além de ser a primeira folclorista brasileira.

Desbravadora, consciência rebelde em conflito pela busca de liberdade e igualdade, Maria Firmina dos Reis, primeira poeta maranhense e primeira romancista brasileira, trouxe para o primeiro plano, para o centro de sua produção literária, o negro escravizado. É a porta-voz de um povo brutalmente silenciado.

Publicado originalmente em 1859, Úrsula é o primeiro romance brasileiro antiescravagista e o primeiro escrito por uma mulher. Úrsula não é apenas o primeiro romance abolicionista da literatura nacional, é também o primeiro da Literaturs afro-brasileira, entendido como produção de autoria afrodescendente. A obra tematiza a africanidade a partir de uma perspectiva interna e comprometida politicamente em recuperar e narrar à condição dos homens e mulheres traficados da África para o Brasil.

Ainda no campo da prosa, escreveu o romance histórico-indianista Gupeva e o conto A escrava, escrito  publicado um ano antes da Abolição da Escravatura; marco profético na luta pela Liberdade e Igualdade. No campo da poesia, produziu Cantos à beira-mar, escrito na juventude, além de outros poemas esparsos, e que ainda não haviam sido publicados em volume autônomo.

Esta edição de Memorial de Maria Firmina dos Reis, Comemorativa do Centenário de Falecimento da escritora (1917-2017), foi organizada, anotada, acrescida com o Álbum Íntimo, autorretrato e obra testamentária, escrita por uma mulher inconformada com a posição imposta pela sociedade patriarcal de seu tempo. A presente edição vem acompanhada de fotografias raras e apresenta documentos inéditos, traçando a excepcional história de uma mulher e sua contribuição para a formação da sociedade brasileira contemporânea, levando-nos à descoberta do que existe de africano em nosso país.

 

  • Editora: Uirapuru
  • ISBN: 978-85-60404-759
  • Números de página: 462
  • Número de edição: 1
  • Ano de edição: 2019
  • Idioma: Português
  • Altura: 24 cm
  • Largura: 17 cm
  • Acabamento: Brochura